Prof. Mauricio B. Almeida

Informações gerais

Professor Associado
Depto de Teoria e Gestão da Informação
Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
Av. Antônio Carlos, 6627 – Campus Pampulha – CEP 31.270-901
Belo Horizonte – Minas Gerais – Brasil
e-mail: mba em eci.ufmg.br
lattes somos ufmg ♦ google scholar ♦ research gate ♦ academia dblp

Biografia Profissional

Pessoas têm facilidade em compreender significado em diferentes contextos, computadores não.

O prof. Dr. Mauricio B. Almeida (Ph.D.) desenvolve modelos que os computadores usam para lidar com representações das coisas que povoam o nosso mundo, ou seja, as coisas com as quais as pessoas convivem diariamente como árvores, bactérias, carros, instituições, livros, loterias, governos, outras pessoas, suas profissões, para citar umas poucas. Esses modelos, chamados “ontologias”, fornecem esquemas aos computadores tornando-os capazes de suportar inferências lógicas, ou seja raciocínio automático. As ontologias consistem de representações formais e rigorosas das coisas do mundo e das relações entre elas. Essa é a abordagem da disciplina da Ontologia Aplicada, onde a ênfase recai na representação das coisas em si e não nas palavras que usamos para descrever tais coisas. Por sua ênfase em representar coisas, e não a complexidade da linguagem humana, as ontologias são empregadas em todo o mundo para integração ou interoperabilidade entre sistemas na área médica. Nesse contexto, o Dr. Mauricio atua como um tipo de tradutor entre humanos e máquinas.

Dr. Mauricio  é curador e gestor da Document Acts Ontology (D-Acts), a qual apresenta uma representação de documentos e de atos dos documentos. Documentos tem como função básica o registro de informações, mas certos tipos de documentos possuem atos implícitos que os permitem criar obrigações ou direitos. Nesse sentido, documentos são portadores de uma variedade de poderes – éticos e legais – desempenhando papel essencial em muitas interações sociais, seja para unir pessoas, grupos ou nações (por exemplo, casamentos, contratos de empresas, constituições federais), seja para criar obrigações que sobrevivem até mesmo à morte dos envolvidos (por exemplo, testamentos e espólios), seja para atividades sociais essenciais (cuidados à saude e direitos civis). Nesse contexto, o Dr. Mauricio tem buscado formas culturalmente abrangentes para lidar com a complexidade de documentos e seus atos, bem como suas respectivas representações em sistemas, para responder as necessidades de camadas sociais menos privilegiadas da população brasileira no atendimento e cuidado à saúde.

Dr. Mauricio participa há anos do desenvolvimento da Basic Formal Ontology (BFO), um recurso internacional, transcategorial, que provê uma ponte entre vários dominios do conhecimento, como medicina, direito, biologia, engenharia, geografia, dentre outros. Participou do desenvolvimento de diversas ontologias experimentais no campo da medicina – como a ontologia do sangue, a ontologia neonatal, ontologias de canceres do sangue, dentre outras – e no campo do direito. É autor de inúmeras publicações sobre ontologias e temas relacionados, além de co-organizador de diversos eventos nacionais e internacionais sobre ontologia aplicada. É parecerista de vários períódicos internacionais como Jornal of The American Association of Information Science and Technology Journal, Knowledge Organization Journal, dentre outros; parecerista da várias conferências como a da American Medical Informatics Association (AMIA), do International Society for Knowledge Organization Conferences, Brazilian Seminar of Research in Ontologies (Ontobrás), dentre outras. Além disso, está envolvido no desenvolvimento de recursos educacionais e criação de oportunidades para estudantes no campo das ontologias, por exemplo, traduzindo material técnico e enviando de pós-graduandos para as melhores universidades internacionais.

Interesses de pesquisa


Representação do Conhecimento

Ontologia Aplicada
Vocabulários Biomédicos e Legais

Organização da Informação e do Conhecimento

Informação e Conhecimento Corporativos
Modelos para Sistemas de Informação

Grupos de pesquisa


.

.

.

.

 .

Stuttgart City Library 

Link permanente para este artigo: http://mba.eci.ufmg.br/?p=1